EnglishPortugueseSpanish

Sexo: saiba como a Inteligência Emocional pode potencializar seu relacionamento

O estresse, a baixa autoestima e a ansiedade que existe em satisfazer o parceiro – como a obrigação de estar sempre disposto e dizer sempre sim na hora do sexo – pode afetar o desejo e desempenho sexual.
sex-problems

O estresse, a baixa autoestima e a ansiedade que existe em satisfazer o parceiro pode afetar o desejo e desempenho sexual.

Vivemos cercados de diversas responsabilidades, compromissos e obrigações profissionais, sociais e familiares. Isso tudo nos consome tempo e energia. Fora isso, crises nos relacionamentos longos ou até mesmo a baixa autoestima podem deixar o sexo em último plano.

De acordo com o Instituto Kinsey, nos Estados Unidos, a vida sexual tende a decair com a idade. Jovens entre 18 e 29 anos possuem, em média, duas relações por semana. Já adultos na faixa dos 30 até os 39 anos, tem relações até duas vezes por semana. Já os quarentões, tem cerca de uma relação por semana.

O resultado mostra que, à medida que envelhecemos, o estresse do cotidiano e a perda do vigor físico são fatores que causam a diminuição de relações sexuais. O periódico The Journal of Sex Research, publicou um estudo que aponta as transformações físicas e a sensação de envelhecimento, como importantes influenciadores na vida sexual como um todo.

Quais as principais causas emocionais da falta de desejo sexual?

O estresse, a baixa autoestima e a ansiedade que existe em satisfazer o parceiro – como a obrigação de estar sempre disposto e dizer sempre sim na hora do sexo – pode afetar o desejo e desempenho sexual.

Outra questão importante: relacionamentos muito longos podem fazer com que o mistério acabe e a rotina na vida sexual se instale e interfira na cumplicidade do casal. Uma rotina pouco saudável como o consumo de cigarros, bebidas alcoólicas, má alimentação e sedentarismo, também pode interferir no desejo sexual.

Confira outras causas:

  • Níveis elevados de estresse;
  • Valores familiares relacionados à vida sexual;
  • Traumas;
  • Medo de intimidade;
  • Crenças negativas;
  • Dificuldades com a própria autoestima;
  • Medo de ser rejeitado;
  • Sentimento de não reconhecimento;
  • Desequilíbrios emocionais e hormonais;

Como equilibrar a performance sexual desenvolvendo suas emoções?

O autoconhecimento e o desenvolvimento da Inteligência Emocional é fundamental para turbinar a vida sexual de um casal. Toda disfunção física é resposta de um desequilíbrio emocional.

Quando não sabemos lidar com determinadas emoções, sofremos com reações inconscientes do nosso organismo. Ao investir em autoconhecimento, é possível resolver questões internas assim que elas aparecem e assim, evitamos que isso se manifeste no corpo físico.

Quando o relacionamento passa por longos períodos de abstinência sexual, pode significar que existem questões inconscientes resultando em problemas físicos e emocionais. Desenvolver a Inteligência Emocional é uma forma bastante assertiva para cuidar da falta de apetite sexual.

Quer melhorar sua vida sexual?

Agende sua sessão com um de nossos especialistas, clique aqui

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest