EnglishPortugueseSpanish

Entenda o que é e como funciona a Pirâmide de Maslow

Hoje, vou abordar com você um tema que vai contribuir bastante neste sentido, que é a Teoria de Maslow, que fala sobre as necessidades humanas mais intrínsecas. Continue lendo o texto para entender melhor como as necessidades atendidas ou não podem afetar seu cotidiano no trabalho e vida pessoal.
piramide-maslow

Vamos começar esse artigo com um exemplo bem prático de necessidade humana.

Um dos primeiros passos ao concluir uma pós-graduação é atualizar o currículo. Um profissional com anos de experiência no mercado e grande período na empresa pode ver a pós-graduação como um degrau para conseguir oportunidades de realizar tarefas mais desafiadoras no trabalho, ter um aumento salarial ou até mesmo encontrar outro emprego. Se nenhum dos objetivos traçados forem atendidos após ele se formar no curso, a tendência é que isso afete diretamente o comportamento dessa pessoa de maneira negativa, podendo causar desânimo e insatisfação.

Este cenário é mais comum do que se imagina, uma vez que nem sempre as necessidades profissionais de todos que prestam serviço para uma empresa conseguem ser atendidas de maneira que os deixe completamente satisfeitos. É por isso que é fundamental aprimorar conhecimentos sobre motivação, principalmente se você for empresário, empreendedor, líder ou gestor em um negócio, visto que este conhecimento vai lhe ajudar a compreender o que pode ser feito no ambiente profissional para não perder aquele colaborador que tanto lhe ajuda no crescimento de sua organização.

Hoje, vou abordar com você um tema que vai contribuir bastante neste sentido, que é a Teoria de Maslow, que fala sobre as necessidades humanas mais
intrínsecas.

Continue lendo o texto para entender melhor como as necessidades atendidas ou não podem afetar seu cotidiano no trabalho e vida pessoal.

Entenda o que é e como funciona a Pirâmide de Maslow

O psicólogo Abraham Maslow desenvolveu uma pirâmide que classifica as condições necessárias para a satisfação individual.
Embora muitas pessoas associem a motivação apenas ao mundo corporativo e à vida profissional, ela depende de todas as outras áreas da vida. Quanto mais motivados estamos, mais produtivos nos tornamos: é necessário estar motivado para passar por cima dos medos, enfrentar desafios e superar todas as adversidades até o alcance de seus sonhos.

Hierarquia das necessidades de Maslow

Existem diversas teorias sobre a motivação, sendo que a Teoria de Maslow é uma das mais famosas entre elas. Desenvolvida pelo psicólogo Abraham Maslow, esta teoria apresenta uma pirâmide que categoriza as condições necessárias para que cada pessoa alcance a satisfação pessoal e profissional.

Estrutura da Pirâmide

A base da pirâmide consiste nas necessidades fisiológicas, acima está a segurança, depois a questão social, depois está a estima e no topo a realização pessoal. Entenda cada uma delas abaixo:

Necessidades fisiológicas

Vou começar explicando a base da pirâmide, que é a camada de necessidades fisiológicas. Nessa área está tudo que é indispensável para as pessoas. São obrigatoriedades como a respiração, alimentação, beber água, dormir e ter onde morar. Neste nível, fazemos tudo tão mecanicamente que nem percebemos o quanto são importantes!

Entretanto, por mais que seja básico e mecânico, ele não é menos importante do que os outros, uma vez que passamos uma vida em busca de melhorias neste sentido, ou seja, trabalhamos e realizamos nossas funções diárias para termos cada vez mais ganhos financeiros razoáveis, que nos permitam nos alimentar bem, ter uma casa própria, que nos possibilite ter mais qualidade de vida, ter uma cama confortável para dormir e assim por diante.

Segurança

Um nível acima das necessidades fisiológicas está a necessidade de segurança. Essa é a camada que fala da carência que existe em se sentir seguro em relação ao emprego, saúde, família e propriedade.

Isso quer dizer, que quando estamos em um emprego estável, quando estamos saudáveis, quando moramos em uma residência que dá segurança a nós e nossos familiares e amigos, a tendência é nos sentirmos mais seguros, tranquilos e motivos, tanto para realizar as atividades mais básicas do dia a dia, quanto para realizar um trabalho bem feito nas empresas em que desempenhamos nossas funções.

Necessidades sociais

O próximo andar da pirâmide serve para atender às questões sociais. São seus relacionamentos com família, amigos e na vida amorosa.

Somos seres essencialmente sociais, precisamos contar com a colaboração das pessoas ao nosso redor para nos sentirmos mais tranquilos e seguros nos ambientes pelos quais transitamos. Assim, estamos sempre em busca de uma relação saudável com nossos familiares e amigos, bem como de aceitação por parte de nossos colegas de trabalho, pois é através do companheirismo deles que teremos a possibilidade de crescer profissionalmente como desejamos.

Além disso, por mais que precisemos desenvolver constantemente o amor-próprio, vivemos em busca também de um relacionamento amoroso, que contribua para que nos sintamos seres ainda mais realizados em nosso jornada evolutiva pela Pirâmide.

Até agora falamos de necessidades que atendem aos indivíduos externamente, não é mesmo? As próximas camadas irão falar de fatores mais íntimos que estão ligados aos sentimentos e manutenção de autoestima. Confira:

Estima 

É a vez do nível estima. Aqui é para falar de conquistas individuais, autoestima e confiança. Como estamos nos aproximando do nível mais alto da Pirâmide,
esta necessidade fala de questões muito mais internas do ser humano do que externas.

A estima é o nível em que sentimos a necessidade de sermos reconhecidos por nossos pares, pelas funções que desempenhamos na vida, seja pessoal ou profissionalmente. Também é o nível em que nós mesmos reconhecemos nossas capacidades e habilidades pessoais, que nos ajudam a evoluir constantemente.

A partir destes dois tipos de reconhecimentos, tanto do meio, quanto de nós mesmos, passamos a nos sentir cada vez mais autoconfiantes, o que melhor também a nossa autoestima, sendo estes dois elementos fundamentais para que continuemos crescendo e subindo ao mais alto nível da Pirâmide de Maslow.

Realização pessoal 

Para finalizar, a camada que fala de realização pessoal que engloba a criatividade, moralidade, solução de problemas, ausência de preconceitos e autoavaliação. Aqui, no nível mais alto da Pirâmide, o indivíduo sente-se completamente realizado com os feitos que desempenhou e tem desempenhado ao longo de sua existência.

Quando alcança este ponto, a pessoa passa a utilizar o seu potencial máximo, o que lhe possibilita ter crescimento profissional, autonomia e participação
na tomada de decisões ao seu redor, bem como independência, mais liberdade e controle sobre os rumos que a sua vida está tomando.

Veja que estes pontos são essencialmente motivadores para todos nós, que estamos sempre em busca de crescimento e evolução contínua. Independentemente de qual nível estejamos, a questão é que buscamos constantemente por algo que nos complete, que nos dê a sensação de realização, seja ela externa ou interna.

Aplicando a pirâmide no seu cotidiano

A partir do entendimento do estudo do Maslow é possível aplicar seu pensamento no dia a dia e compreender melhor como ele funciona na motivação profissional. Neste sentido, conseguimos ter clareza de que uma das primeiras necessidades a ser sanada tem a ver com ganhos financeiros. Os colaboradores de qualquer empresa precisam de um montante que possa arcar com as próprias despesas mínimas de sobrevivência, bem como com a de seus familiares.

Depois disso, o colaborador precisa de incentivos que o motive a desempenhar melhor sua função. Isso pode ser um curso complementar, oportunidade de crescimento, plano de carreira e a estabilidade tão almejada por profissionais de diversas áreas nos dias atuais.

Já o topo da pirâmide é para aqueles colaboradores que querem participar e contribuir ativamente dos resultados da empresa e se sentirem parte integrante
do time. Quem está no topo busca por status e reconhecimento. Assim, esse é o momento de desafiar as competências, fazendo com que este participe de estratégias e soluções.

Vamos trazer para mais próximo da realidade com exemplos. Um estagiário geralmente busca pelo ganho de experiência e um salário que atenda suas necessidades básicas. Já um profissional que tem mais experiência de mercado e estabilidade econômica, pode estar em busca de desenvolvimento e a sensação de autorrealização. Já o profissional pós-graduado que falamos no começo do texto está no topo da pirâmide, buscando constantemente por novos desafios.

É importante ter em mente, que quando as camadas da pirâmide não são atendidas, os colaboradores podem acabar ficando decepcionados e sem vontade de evoluir ou colaborar para os resultados da empresa. Por isso é tão fundamental encontrar estratégias para mantê-los engajados e motivados a contribuírem com o melhor de si no âmbito profissional.

VEJA TAMBÉM COACHING E INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Motivação e necessidades

Segundo a Teoria de Maslow, para ter motivação é preciso identificar qual é a categoria mais baixa na qual a pessoa tem uma necessidade. E é necessário suprir essas necessidades antes de pensar em outras ou em categorias mais altas. Uma pessoa que tem autoconhecimento sabe identificar quais são as suas necessidades atuais e buscar os meios de motivação para alcançá-las.

Portanto, clique no link abaixo e agende sua sessão com um de nossos profissionais para iniciarmos juntos, um caminho para seu autoconhecimento e equilíbrio de suas emoções que te levará ao seu sucesso profissional.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest